Posts

TESTOSTERONA NA MULHER

COMO SABER SE A TESTOSTERONA NA MULHER ESTÁ BAIXA?

 

A maioria dos métodos de dosagem laboratorial de Testosterona tem pobre sensibilidade e acurácia na faixa normalmente encontrada em mulheres (20-60 ng/dl). Ela é padronizada para dosagem da Testosterona em homens. Assim sendo, não há um método padrão de dosagem de testosterona PARA MULHER.

O Diagnóstico de Insuficiência Androgênica Feminina (deficiência de testosterona) é essencialmente clínico e complexo, como por exemplo:

  • diminuição da sensação de bem-estar
  • humor disfórico
  • fadiga persistente
  • diminuição da libido, do prazer sexual e da receptividade sexual
  • perda de massa óssea e massa muscular
  • persistência dos fogachos
  • rarefação de pelos pubianos
  • alterações na memória

O diagnóstico da insuficiência de testosterona é mais claro em mulheres que se submeteram a cirurgia de retirada de ovários bilateralmente porque os ovários são órgãos produtores dos hormônios Estrógeno e Testosterona na mulher.

Esse assunto, como é controverso, foi recentemente analisado pelos maiores especialistas em Endocrinologia Feminina no Brasil e foi publicado um consenso na revista da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (2019).

 

QUAIS OS EFEITOS COLATERAIS DA TESTOSTERONA EM MULHERES?

 

A mulher pode sofrer muitos efeitos colaterais devido ao uso da Testosterona, veja os exemplos:

  • aumento de pilificação, engrossamento de voz e queda de cabelos
  • acne, oleosidade da pele
  • sangramento endometrial anormal
  • preocupação com câncer de mama ( controverso) 
  • possível aumento de risco de doença cardiovascular

 

A TESTOSTERONA PODE SER PRESCRITA PARA MULHERES?

Existem algumas questões a serem avaliadas pelo Endocrinologista antes de prescrever testosterona para uma mulher:

  • A testosterona pode ter efeito positivo no desejo sexual de mulheres mas de pequena magnitude
  • Faltam dados de segurança à longo prazo
  • Não há ampla recomendação de uso de testosterona em mulheres
  • Não existem formulações de testosterona aprovadas para mulheres pelas agências reguladoras dos EUA, Brasil e da maioria dos países
  • Ao considerar a terapia com testosterona para mulheres, todos os riscos e benefícios devem ser cuidadosamente discutidos

 

Sob esse ponto vista, o uso da Testosterona na Mulher precisa ser avaliado com muita cautela pelo Endocrinologista.

 

otton taffo

Dietas Milagrosas

 

Um dos maiores prazeres do ser humano é se alimentar!

 

Além de termos uma culinária rica no Brasil, a televisão e a internet nos permite ter acesso a como fazer em casa.

Com toda certeza, toda família tem seu “Chef” que mostra todos os seus dons culinários aprendidos em cursos ou nas redes sociais.

Mesmo assim, a grande comodidade da atualidade são os alimentos processados. Aqueles congelados ou com grandes quantidades de aditivos e gorduras que permitem serem conservados por longos períodos. Pessoas que moram sozinhas ou trabalham muito, acabam cedendo a este tipo de alimentação.

No entanto, surgiu nos últimos meses uma grande discussão sobre alimentação saudável.

A Chef de cozinha e apresentadora Rita Lobo, entrou numa discussão acirrada sobre o que é comer alimentos saudáveis.

Tudo começou quando um internauta perguntou por que ela não ensina a fazer maionese com óleo de coco e iogurte.

Rita foi bem direta:

“1) porque não é maionese;

2) trate de seu distúrbio alimentar”

Ela diz o tempo todo que “Comida é fonte de saúde” e “Quem está procurando uma alimentação saudável precisa aprender a fazer os básicos da cozinha e prestar atenção nas pegadinhas da indústria”.

Com o Panelinha, Rita Lobo difunde o que sabe sobre alimentação em uma parceira de 30 anos com o Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde (Nupens) da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo.

Nutricionistas e médicos orientam seus pacientes a ter equilíbrio e moderação na hora de se alimentar.

Sem dúvida cada um tem sua maneira de conduzir uma dieta e nem todos seguem a mesma linha.

Não existem dietas milagrosas. Com toda certeza existem estratégias de dieta diferentes às quais as pessoas se adaptam ou não.

 

Mas existem alguns pontos em que os especialistas concordam:

1 – Redução de calorias é fundamental.

2 – Deve-se evitar alimentos processados e principalmente os ultra-processados ( industrializados) que são densamente calóricos.

3 – Evitar os carboidratos simples (açúcar, farinha branca),

4 – Evitar líquidos excessivamente doces ( refrigerantes e sucos adoçados)

5 – É importante incluir fibras na dieta (verduras, cascas de frutas)

6 – Comer alimentos de verdade ( carnes, ovos, grão integrais, castanhas, verduras, frutas e legumes)

 

Procure seu Médico Endocrinologista e juntos definam a melhor estratégia para você perder peso com saúde.